“Cristiano Ronaldo fez-me chorar”: A emocionante carta aberta de Luís Osório a Cristiano Ronaldo

"Cristiano Ronaldo fez-me chorar": A emocionante carta aberta de Luís Osório a Cristiano Ronaldo

O escritor Luís Osório escreveu uma carta aberta a Cristiano Ronaldo, onde confessa a sua tremenda admiração pelo craque português dentro e fora do campo.

Links patrocinados

Luís Osório escreveu a carta em setembro de 2019, mas o texto voltou a viralizar, numa altura em que se discute o futuro do jogador português.

“Cristiano Ronaldo fez-me chorar. Não sou um fã de Cristiano Ronaldo, mas na última semana estive muito perto de chorar com três coisas que dele soube”, começou por admitir o escritor.

Links patrocinados

“Vi Cristiano a mostrar ao filho mais velho a pensão onde viveu na sua adolescência. Uma pensão com casa de banho no fundo do corredor e um quarto acanhado que partilhou com um outro jovem jogador. O filho, incrédulo, não queria acreditar que o seu pai, um Deus na terra, tivesse ali vivido. E ainda menos acreditou quando o pai chorou ao rever pessoas que ali trabalhavam; personagens de uma outra vida”, contou.

Leia Também: Ronaldo vai receber indemnização milionária do advogado da mulher que o acusou

“Vi também o craque português a recordar as noites em que ia para o McDonald’s com fome, a maneira agradecida como recordou duas empregadas que lhe davam os hambúrgueres que sobravam. ‘Sabe, gostava muito de jantar com a Dona Edna e com uma outra senhora que lá trabalhava. Gostava de as rever para devolver tudo o que me deram e para lhes mostrar gratidão'”, escreveu.

Luís Osório admira como Cristiano “não perdeu a memória. Nem o respeito e orgulho pelo lugar de onde veio. Não tem vergonha das suas raízes e de quem é. E continua, com todas as mordomias que conquistou, a ser um animal competitivo que o faz, desse ponto de vista, o maior atleta da história do futebol”.

“Cristiano foi uma flor que nasceu de uma pedra. Estava condenado a não ser merda nenhuma, condenado a comer os hambúrgueres que os clientes não quisessem comer, mas conquistou o mundo com o que tinha dentro. Percebo agora que dentro dele corre um paraíso”, concluiu.

You may also like...