Flávio Furtado: “Escrevem mal sobre Ronaldo e têm razão. Ele doou 1 milhão aos hospitais”

Flávio Furtado: "Escrevem mal sobre Ronaldo e têm razão. Ele doou 1 milhão aos hospitais"

Flávio Furtado, comentador da TVI, manifestou publicamente a sua opinião em relação à onda de críticas que têm assombrado Cristiano Ronaldo nos últimos tempos.

Links patrocinados

“Leio por aí muita gente que escreve mal sobre o Cristiano Ronaldo. E têm razão! Ora vejam, o homem ajudou a equipar uma nova sala de radioterapia no Serviço de Pediatria do IPO. Foi também um dos principais investidores na nova unidade de Cuidados Intensivos do Hospital Santa Maria em Lisboa. Em tempos fez uma doação para ajudar um menino de sete anos que sofria de cancro. Isto é coisa que se faça?

Já para não falar de que aquando do começo da pandemia, o Cristiano doou cerca de um milhão de euros aos hospitais portugueses para ajudar a combater a Covid-19. Nesta mesma altura, pediu ainda a todos os jogadores da seleção portuguesa que doassem 50% do seu bónus de qualificação para combater a pandemia. Acham isto normal?

Links patrocinados

Ah e quando conquistou a Bota de Ouro Europeia e a leiloou por 1,3 milhões de euros e este dinheiro reverteu para a construção de várias escolas em Gaza, devastada pela guerra?

Leia Também: A atitude de Ronaldo que a imprensa não quis mostrar após o jogo contra a Suíça

Mas não foi só. A coisa já vem de trás. O troféu Ballon d’Or de 2013 foi leiloado e arrecadou 603 mil euros que foram entregues à fundação Make-A-Wish. Neste mesmo ano, depois de ter sido nomeado para a Equipa do Ano da UEFA, ganhou 100 mil euros de bónus – que também doou à Cruz Vermelha. Isto não se faz Ronaldo!

Também me lembro que em 2015 doou cinco milhões de euros para salvar o fundo de ajuda às crianças após o terramoto no Nepal. Este homem tem com cada ideia…

A mãe de Erik Ortiz Cruz, na altura com dez meses, pediu a Ronaldo que doasse uma camisa ao menino, que tem displasia cortical. Mas o Ronaldo teve a ousadia de ir mais além e pagou 62 mil euros pela cirurgia inicial ao cérebro do menino e ainda prometeu cobrir os custos de qualquer tratamento que fosse necessário.

E não é que a mãe, Dolores Aveiro, sobreviveu ao cancro da mama e Ronaldo decidiu ser agradecido ao centro que cuidou da senhora doando 136 mil euros…

Este homem é mesmo muito má pessoa. É ou não é?”, escreveu Flávio Furtado, na rede social Instagram.

You may also like...