Marco Paulo vítima de violência doméstica: “Não senti mágoa”

Marco Paulo vítima de violência doméstica: “Não senti mágoa”

Recentemente, Marco Paulo foi convidado do podcast “Posto Emissor”, da Blitz, e recordou a relação complicada que viveu com o pai.

Links patrocinados

Marco Paulo é um dos cantores mais acarinhados do povo português e profissionalmente sempre teve muito sucesso. No entanto, no seio familiar, as coisas não correram assim tão bem.

“O meu pai, embora nos pudesse facilitar tudo dentro das posses dele, o meu pai não queria o meu mal, queria o meu bem. Por isso é que ele queria sempre que eu fosse empregado de escritório, que fosse para as finanças. Não senti mágoa, eu sentia era que não merecia”, recordou Marco Paulo, durante o podcast da Blitz.

Links patrocinados

“Um dia levei um tabefe, um tabefe é uma chapada. Estava a ouvir um disco novo da Tonicha, eu estava na sala de jantar, o meu pai chegou e eu estava com uns auscultadores e só me lembro de o meu pai ver a capa do disco, ver-me a ouvir o disco e vir por trás de mim, dar uma chapada na cara e dizer que não queria cantorias em casa”, contou.

Leia Também: Aos 66 anos, Lena D’Água deixa recado sobre vida em solidão

“Ele nunca assistiu a um concerto meu. Foi a única pessoa que não me deu um beijo e isso custou-me muito, tinha 18 anos, e fiquei com uma mágoa muito grande. Mais tarde aconteceu a mesma coisa e ele disse-me para dar beijinhos à minha mãe. Mas ele não era má pessoa, toda a gente gostava do Sr. Silva”, garantiu.

Apesar de tudo, o cantor não guarda rancor da família. “Eu já desculpei isso tudo ao meu pai. O meu pai não está vivo, a minha mãe também não, a minha irmã também não, e só tenho é que… pronto, foi uma passagem da vida, não tenho de os condenar por nada”, explicou.

You may also like...