Suspeito do desaparecimento de Mónica Silva vai sair da prisão

Suspeito do caso de Mónica Silva vai sair da prisão

Fernando Valente vê as medidas de coação serem alteradas.

Links patrocinados

Fernando Valente, o suspeito do desaparecimento de Mónica Silva, a grávida da Murtosa, foi autorizado a retornar para casa depois de alterações nas medidas de coação que lhe foram aplicadas.

A poucos dias do Natal, o tribunal decidiu mudar a medida de prisão preventiva para prisão domiciliária para Fernando Valente.

Links patrocinados

Segundo comunicado oficial, a medida de coação foi ajustada para “obrigação de permanência na habitação com fiscalização por meios eletrónicos” e desta forma Fernando Valente vai poder passar o Natal em casa, com a sua família. O tribunal justificou a decisão afirmando que agora é possível realizar um controlo eficaz para prevenir a perturbação do curso do inquérito, o risco de fuga e a perturbação da ordem e tranquilidade públicas, através da aplicação desta medida de coação menos severa.

Fernando Valente permaneceu sob custódia desde o dia 18 de novembro e, agora, na véspera de Natal, foi autorizado a retornar para casa.

You may also like...