Padre recusa-se a fazer funeral de jovem por ter tirado a própria vida, em Castelo Branco

Padre recusou-se a celebrar funeral de jovem por ter tirado a própria vida, em Castelo Branco

Uma paroquiana de Vila de Rei, no distrito de Castelo Branco, recorreu às redes sociais para denunciar o comportamento de um padre.

Links patrocinados

Segundo o relato da paroquiana no Facebook, o padre terá sido abordado para celebrar o funeral de um jovem de 24 anos que tirou a própria vida e ter-se-á recusado a fazê-lo.

“Fiquei hoje muito triste e absolutamente indignada com o comportamento do pároco de Vila de Rei”, começou por escrever a mulher.

Links patrocinados

“O senhor padre recusou-se a celebrar o funeral pelo facto de o rapaz ter terminado com a sua vida”, explicou, acrescentando que o padre “nem teve a misericórdia de confortar” a mãe do jovem, apesar do pai do rapaz também já ter falecido.

Leia Também: Namorada do futebolista Piqué é transexual? “Antes chamava-se Esteban”

“Será o senhor padre CRISTÃO? Saberá o significado do perdão e do amor?”, questionou a paroquiana, antes de recordar que “o senhor padre está ao serviço da comunidade e não ao contrário”.

A denúncia da mulher está a gerar polémica nas redes sociais, sobretudo nos círculos daquele município, e há já quem denote que é por este tipo de situações que “há cada vez menos pessoas a ir à missa e praticar a religião”.

You may also like...