Afinal onde está Zé do Pipo? As respostas quatro anos depois do desaparecimento

Afinal onde está Zé do Pipo? As respostas quatro anos depois do desaparecimento

Afinal onde está Zé do Pipo? O artista de música pomba que desapareceu há precisamente quatro anos e nunca mais foi visto. É, sem dúvida, um dos mistérios de Portugal.

Links patrocinados

Nuno Batista, também conhecido artisticamente como Zé do Pipo, tinha 40 anos, quando na madrugada de 6 de novembro de 2018 desapareceu misteriosamente de Peniche.

Precisamente quatro anos depois, nem a família, nem as autoridades sabem exatamente o que aconteceu ao cantor pomba que se evaporou.

Links patrocinados

O seu corpo nunca foi localizado no mar ou encontrado na terra. Nenhuma autoridade rodoviária o viu a circular. Nenhuma pessoa o terá visto. Este é um dos casos por resolver em Portugal e para o qual a opinião pública gostaria de ter uma explicação.

Leia Também: Adeus Marco Paulo! SIC obrigada a fazer mudanças devido às baixas audiências do cantor

A PJ nunca chegou a entrar em ação ou a tomar conta do caso. Também não havia muito a fazer, devido à grande contaminação de provas que se gerou em poucas horas, às mãos dos vários agentes das diferentes autoridades intervenientes processo. Todos, alegadamente, experientes. Tão experientes que até a viatura Opel Astra devolveram à mulher do desaparecido sem realizarem as obrigatórias perícias.

O que foi possível apurar, num processo que ainda não foi fechado, é Zé do Pipo saiu de casa, na aldeia do Vau, em Óbidos, pelas 14h00 do dia 5 de novembro. Disse à mulher que ia à Caixa Geral de Depósitos de Óbidos e a seguir à farmácia, de depois disso nunca mais ninguém o viu.

Duas horas depois, a mulher, Celeste Roberto, estranhando a demora, liga-lhe, mas o telemóvel do cantor já está desligado. A família começa então a procurá-lo: primeiro em Óbidos, onde vivia, depois em Peniche, na zona onde residem os pais.

Leia Também: Ronaldo e Georgina atravessam a primeira crise em seis anos de relação

Zé do Pipo tinha deixado os palcos a 11 de outubro, poucos dias antes do desaparecimento, por ordem do médico. Nuno Batista sofria de depressão crónica e repetia várias vezes à família que se ia atirar ao mar. O artista terá mesmo dito à esposa que “se um dia o fizesse, era para ela o perdoar” pelo que fez.

Para piorar a situação, as autoridades destruíram qualquer possibilidade de investigar o que realmente aconteceu. Deixaram a mulher de Zé do Pipo vender o primeiro carro do marido no OLX e depois o computador pessoal dele. O disco do computador também foi limpo por ordem da mulher, que continha todos os registos dos últimos de vida do cantor.

A mulher do artista defende que Nuno Batista pôs termo à própria vida.

You may also like...